Unicarros-AgenciadeVeiculos

          Receba dicas exclusivas no seu e-mail!

AS MELHORES DICAS
PARA VOCÊ ESCOLHER BEM
EU CARRO NA HORA DA COMPRA!

5 dicas para financiar um carro com as menores taxas

28/05/2018

Comprar um carro nunca foi tão fácil no país. Isso porque, com o aumento das linhas de crédito e dos maiores prazos para financiamento, as ofertas das pequenas parcelas mensais se tornam tentadoras e o carro novo acaba deixando de ser um sonho distante para se tornar uma realidade de consumo.

Mas o que será que está por trás das baixas taxas de juros? Como fazer uma escolha inteligente ao financiar um carro? No post de hoje, preparamos 5 dicas sobre financiamentos para lhe ajudar a fazer um bom negócio. Confira!

#1 Defina o valor que você quer investir no carro novo

A primeira dica para você ter sucesso ao financiar um carro é não fechar qualquer negócio precipitadamente porque alguém lhe disse que tal banco tem as melhores taxas, ou uma determinada concessionária oferece mais vantagens. A verdade é que não existe financiamento bom ou ruim, mas sim aquele que vai ser o ideal para o seu orçamento.

Por isso, antes mesmo de decidir o modelo, é preciso que você defina o quanto quer investir para trocar e financiar um carro. Lembre-se que, para fazer uma boa escolha, o financiamento não deve comprometer mais de 30% da sua renda mensal.

#2 Carro novo ou usado?

É claro que, respondendo a essa pergunta de forma intuitiva, muitos vão preferir o carro 0 km, mas a decisão não pode ser baseada apenas no seu desejo. Ele precisa ser levado em conta, mas a sua realidade deve falar mais alto.

As taxas para financiar um carro variam de banco para banco e mudam mensalmente. Elas são determinadas por uma série de fatores, dentre eles o ano e o modelo do veículo, e a regra é simples: quanto mais novo o carro, menores serão as taxas adotadas no financiamento.

A categoria do veículo também influencia nessa variação. Os carros utilitários, como o Doblò, Kangoo, caminhões e outros costumam ter taxas maiores do que os de passeio, por isso fique atento e faça a melhor escolha.

Se você está se perguntando qual a lógica envolvida no financiamento, vamos lá: os carros mais novos têm menores taxas porque representam menor risco de inadimplência para os bancos e financeiras, pois os riscos do veículo estragar e o cliente deixar de pagar o financiamento é menor em relação a modelos mais antigos. Ou seja, o que define as taxas que são praticadas não é o produto em si, mas o risco que as instituições bancárias assumem.

#3 Aposte na entrada para financiar um carro

Essas taxas para financiar um carro também oscilam quando levado em conta o valor da entrada. Quanto maior ele for, menores serão os juros cobrados. E essa não é a única vantagem de dar uma entrada maior: quanto mais você paga no ato da compra, mais poder de negociação tem para diminuir o valor das parcelas e do tempo de financiamento.

Funciona assim: se você está negociando um carro de R$ 40 mil, mas dá de entrada a metade do valor total, ou seja, R$ 20 mil, o seu financiamento pode diminuir até pela metade do tempo, as parcelas ficam mais leves e cabem com mais folga no seu bolso.

#4 Calcule o custo total do financiamento

Sabe aquelas letrinhas pequenas no canto da propaganda, seja ela no jornal, televisão, internet? É com elas que você deve tomar cuidado quando estiver pensando em financiar um carro.

Isso porque o que ganha foco nas propagandas de montadoras e concessionárias são as condições de pagamento atrativas, muitas vezes anunciadas como “taxa 0%”. A questão é que, ao financiar um carro, não são apenas os juros que são incididos nas prestações, e por isso você deve ficar atento ao custo efetivo total da operação, o CET. Ele envolve uma série de cobranças, como tarifas, seguro, IOF, cadastro de crédito e outras. Além disso, atrás da “taxa 0%” podem se esconder regras como: entrada de 80% do valor do veículo, parcelamento em no máximo 24 vezes e por aí vai. Por isso, sempre faça as contas e não se iluda. Outra loja onde não há “taxa 0%” pode oferecer um negócio ainda melhor.

Portanto, antes de comprar um carro levando em conta a propaganda de uma taxa de juros de 0,5%, por exemplo, veja se aquela oferecida por 1,5% não pode ser mais vantajosa por conta do cálculo do CET.

#5 Considere os outros custos do carro

Assim como a compra de qualquer bem durável a ser adquirido, você não deve se planejar apenas baseando-se nos custos que terá ao financiar um carro.

Inclua no valor da prestação os gastos com seguro, combustível, estacionamento e manutenção do veículo. Dessa forma, você consegue fazer um bom negócio ao optar por financiar um carro, evita surpresas e não compromete o seu orçamento.

E você, está pensando em trocar ou financiar um carro? Tem mais alguma dúvida sobre como conseguir as melhores taxas de juros? Conte pra gente pelos comentários.

Fonte: https://bit.ly/2J9AdUK



Comentários

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado


Buscar no Blog

          Receba dicas exclusivas no seu e-mail!

 :: Copyright © 2018 UniCarros Brasil Multimarcas :: 
Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por:
Wagner Trinca
Consultoria em Marketing Digital